Skip to content

Como preparar seu currículo para a Residência Veterinária.

Um dos desafios que o estudante tem quando sai da faculdade é a inserção no mercado de trabalho, já que o mercado está cada vez mais exigente, buscando profissionais com uma formação complementar e que já tenham a vivencia pratica da rotina para qual deseja trabalhar. Uma maneira que o médico veterinário recém formado tem de se inserir no mercado de uma maneira mais confiante e preparado é através da residência, onde é necessário realizar uma prova com diversas etapas. 

A primeira etapa da prova para residência em Medicina Veterinária é a prova teórica, dividida em conhecimentos gerais, como língua portuguesa, saúde pública, SUS, e prova de conhecimentos específicos, que são os temas aprendidos durante a graduação do aluno. Outra etapa importante em algumas universidades é a análise de currículo, onde serão observadas as habilidades do candidato, conhecimento extracurriculares como iniciação científica, projetos de pesquisa, cursos, palestras, monitorias e estágios realizados pelo aluno durante a graduação. E entrevista, que funciona basicamente como uma entrevista de emprego, avaliando toda a trajetória do aluno durante o período de graduação. 

Estudantes de Medicina Veterinária que desejam passar pelo processo seletivo de residência devem estar atentos a prazos, editais e regras, que podem variar em cada instituição, os requisitos para realizar a escolha do candidato. 

E o que é importante para o aluno estar preparado para essas etapas, não somente a parte teórica, mas também o preparo deste currículo, que deve ser planejado desde a graduação com estágios palestras, monitorias, iniciação científica e participar ativamente de atividades extracurriculares. 

Nesse artigo vamos dar uma ênfase maior sobre como o aluno pode melhorar o currículo, desde a graduação, para estar preparado para uma das etapas da prova de residência e pós graduações stricto sensu. 

Cada universidade tem uma maneira diferente de pontuar, mas os requisitos são basicamente os mesmos:

PRODUÇÃO INTELECTUAL: 

  • Publicação de artigos 
  • Publicação de resumos 

ATIVIDADES ACADÊMICAS: 

  •  Participação em eventos 
    • Com apresentação de resumo 
    • Sem apresentação de resumo 
  • Estágios/ Práticas de extensão realizados 
    • Em instituição de ensino/pesquisa 
    • Fora de instituição de ensino/pesquisa 
  • Organização de eventos 

 

ATIVIDADES DE PESQUISA E EXTENSÃO 

  • PIBIC – Programa Institucional de bolsas de iniciação científica 
  • PIVIC – Programa Institucional de voluntariado de iniciação científica 
  • PROBEX – Programa de Bolsas de extensão 
  • PIBITI – Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação. 

ATIVIDADES DE ENSINO 

  • Monitoria 

ATIVIDADES DE QUALIFICAÇÃO 

  • Especialização 
  • Atividade Profissional 

Todos esses caminhos, são uma forma de se obter um conhecimento mais aprofundado da área da veterinária que se quer seguir, e aprendendo de maneira eficaz, ainda na graduação, garantindo uma boa pontuação no currículo quando for prestar a prova de residência, ou qualquer processo seletivo que tenham análise de currículo como forma de seleção. 

Sempre bom lembrar que é importante estudar todo o conteúdo da faculdade para a prova teórica, só o currículo não é garantia de entrada no programa de residência, mas ajuda bastante tanto na nota quanto no método de avaliação do professor da banca, e principalmente no conhecimento adquirido na faculdade, que o aluno levará para sempre, e terá seu devido destaque no mercado de trabalho, independente se deseja passar por algum processo seletivo ou não. 

Últimas publicações

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

Your email address will not be published.

Segue a gente nas redes sociais!

PUBLICIDADE

Posts recentes

PUBLICIDADE

Inscreva-se em nossa Newsletter!

Fique por dentro sempre que a gente publicar algum conteúdo novo. É grátis <3.

loading...